Benfica=»»2 Leiria=»» 2


22395.jpg

2008 não está a ser um bom ano para o Benfica na Luz, os encarnados continuam sem vencer em casa para a Bwin Liga. Desta vez empataram frente ao U. Leiria, por 2-2. Estatutos e lugares na tabela não ganham jogos. Camacho disse que não via o U. Leiria como o último classificado, mas sim como uma equipa que queria pontuar na Luz, mas os seus jogadores não devem ter escutado o aviso. Apesar de o Benfica jogar com uma formação desfalcada de elementos importantes ¿ Katsouranis e Nélson, castigados, Luisão, David Luiz, Makukula, Maxi Pereira e Petit, lesionados ¿ isso não pode servir de desculpa para as falhas evidenciadas.

Nuno Gomes regressou ao onze, depois de lesão, mas não jogou ao lado de Cardozo. Colocou-se na posição habitualmente ocupada por Rui Costa, que recuou e actuou ao lado de Binya. O 18 encarnado subiu demasiadas vezes, deixando Harison, o melhor elemento leiriense na primeira parte, solto para distribuir jogo. Notou-se falta de entreajuda e falhas na hora de compensar as ausências na mesma área de acção. O lado esquerdo, com Léo mais adiantado, passou por dificuldades. Rodríguez mostrou-se incapaz de auxiliar o lateral.

O melhor período do Benfica surgiu quando, aos 25 minutos, Rodríguez trocou de flanco com Di María. Aí o uruguaio atirou à trave e isso parece ter motivado os encarnados, que se aproximaram mais da baliza de Fernando. Os encarnados nem precisavam fazer muito, se quisessem provocar perigo, bastava imprimirem velocidade no seu futebol, o que raramente aconteceu.

Leirienses oportunos na hora de aproveitar as falhas

Já o U. Leiria soube aproveitar bem as «fraquezas» adversárias. Continuou a tentar entrar pela direita e aproveitar a velocidade e raça de NGal, que parecia ter energia a mais para os defesas encarnados. Aos 43 minutos, o camisola 7 entrou bem pela direita e, perante a saída de Quim, cruzou para a entrada em esforço de Paulo César, que levou a melhor sobre Luís Filipe e colocou o «lanterna vermelha» a vencer na Luz.

O intervalo parecia ter feito bem aos encarnados. Não se sabe o que Camacho terá dito no balneário, mas a verdade é que resultou, pelo menos nos primeiros minutos. O Benfica entrou mais forte e objectivo. Binya conseguiu controlar melhor Harison e a formação da casa encostou o adversário à sua área.

11 minutos «à Benfica» não bastaram

Aos 52 minutos, Nuno Gomes tentou o empate, mas Fernando negou os festejos ao camisola 21. Zoro aproveitou bem a «bola perdida», fazendo o empate. Quatro minutos depois, de livre, Cardozo colocou os encarnados a vencer, mas o U. Leiria deu mostras de que não se dava por vencido. NGal atirou à trave, aos 62 minutos.

O mesmo jogador acabou por empatar a partida, aos 70 minutos. NGal não desperdiçou (mais) uma falha adversária. Zoro e Quim embrulharam-se e o leiriense só teve de aproveitar o choque entre os jogadores encarnados. Estava feito o empate e ainda havia muito tempo para jogar. O conjunto da casa não podia conceder mais facilidades.

Este empate surge em vésperas de o Benfica se deslocar a Espanha para jogar a segunda mão dos oitavos da Taça UEFA, perante o Getafe. Os encarnados têm de recuperar de uma desvantagem de 1-2. Camacho terá de lidar com as lesões, mas não só. Há que recuperar os níveis anímicos destes jogadores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: