LIGA SAGRES 2009/2010: GUIMARÃES O BENFICA 1 (RESUMO)


ACREDITAR ATÉ AO ULTIMO MINUTO!!

ramires7

Ramires dá três pontos
Cabecinha de ouro

O Benfica conquistou este domingo o seu primeiro triunfo na Liga Sagres mercê de um golaço de cabeça de Ramires. O 0-1 final é totalmente justo mercê das várias oportunidades de golo que o Benfica criou no lotado estádio do V. Guimarães ante um conjunto minhoto aguerrido e que dificultou ao máximo a tarefa às “águias”. Um jogo ainda marcado pelas duas expulsões vimaranenses e pelo penálti desperdiçado por Óscar Cardozo.
gif-comentarios-no-site

 
23/08/2009 FUTEBOL
Ramires dá três pontos
Cabecinha de ouro

O Benfica conquistou este domingo o seu primeiro triunfo na Liga Sagres mercê de um golaço de cabeça de Ramires. O 0-1 final é totalmente justo mercê das várias oportunidades de golo que o Benfica criou no lotado estádio do V. Guimarães ante um conjunto minhoto aguerrido e que dificultou ao máximo a tarefa às “águias”. Um jogo ainda marcado pelas duas expulsões vimaranenses e pelo penálti desperdiçado por Óscar Cardozo.

Do adaptar ao ameaçar

O Benfica apresentou-se na cidade-berço em moldes idênticos aos que apresentara na Luz, ante os ucranianos do Vorskla Poltava. Novidade única, a de Ramires, que entrou para o lugar de Fábio Coentrão. Já Nelo Vingada, mudou tudo. Sabedor da qualidade e imprevisibilidade deste Benfica, o técnico da formação minhota deu a Andrezinho e Desmarets a despesa dos flancos, apostando em três centrais e dando a Douglas a ingrata tarefa de fazer face à defesa “encarnada”, ainda que apoiado por jorge gonçalves e Targino.

Completamente encaixados no 4-4-2 em losango do Benfica, os minhotos conseguiram travar a construção de jogo “encarnada” e partir para rápidas transições ofensivas, o que adiou a real entrada no jogo dos visitantes. No entanto, apenas num lance de bola parada – aos 9′ – os vimaranenses conseguiram criar perigo, quando Sereno cabeceou para grande estirada de Quim.

Depois de revelar excelente espírito de entreajuda defensiva, o Benfica esperou de forma inteligente pela desaceleração vitoriana e, já com a bola junto ao relvado, esteve muito perto de se colocar em vantagem. Primeiro foi Ramires que, aos 29′, se isolou pela direita e obrigou Nilson a grande defesa. Depois, novamente numa rápida jogada toda ela executada ao primeiro toque, Aimar beneficiou de uma excelente assistência de Di María e atirou rasteiro para decisivo desvio de Nilson.

O nulo mantinha-se ao intervalo depois de uma primeira parte em que o Benfica demorou algum tempo a assimilar as alterações tácticas dos minhotos, mas em que, aos poucos, conseguiu assumir as suas principais qualidades e só devido à perícia do guardião brasileiro não se colocou em vantagem. Uma primeira parte igualmente marcada pela má exibição, em termos disciplinares, de Pedro Proença, que amarelou Javi García por uma falta normal, mas que deixou passar em branco as agressões de Flávio Meireles (2′) ao espanhol e de Sereno (40′) a Di María. Coisas do futebol português…

Emoções até final

Jorge Jesus apostou em Keirrison na segunda parte, abdicando de Saviola. Ante um Vitória cada vez mais defensivo, o técnico emprestou maior liberdade a Di María, retirando Aimar e colocando Coentrão à esquerda logo aos dez minutos da etapa complementar. Pouco depois, aos 60′, Flávio Meireles colocou mão à bola na sequência de um canto e viu o segundo amarelo. Só que Cardozo permitiu a defesa a Nilson na marcação da grande penalidade.

Depois, começou o jogo de paciência. Jesus apostou tudo ao colocar Nuno Gomes em campo, saindo Javi e ficando Ramires como dono do meio campo. Mas até foram os minhotos a criar a melhor oportunidade, quando Targino atirou ao poste, aos 78′, numa recarga. Pouco depois, foi Luisão a ser ultrapassado por Targino, mas David Luiz recuperou no momento certo.

O tempo corria contra o Benfica, mas o cronómetro parou quando Ramires, todo ele no ar, deu a vitória aos “encarnados”, através de um cabeceamento de grande classe. O passe foi de Fábio Coentrão. A vitória de todos os benfiquistas. Quem não gostou foi Nuno Assis, expulso a poucos momentos do fim. A águia levanta, assim, voo na cidade-berço.

2 Respostas

  1. vitoria justa???? devem estar a brincar comigo… varias oportunidades??? onde??? so vi a do penalti, a do aimar e a do golo… tantas como as nossas… 2 do targino e uma do sereno… superiores em que???? chegaram ao ponto de defenderem com 11 homens atras da linha da bola, chegaram ao cumulo de nao conseguirem sair a jogar, cairam no ridiculo de so conseguirem circular a bola no vosso meio campo a certa altura do jogo… é isso k se chama serem melhore??? foram melhores na sorte, mas isso com voces a jogar neste estadio, ja eu estou habituado…

  2. […] LIGA SAGRES 2009/2010: GUIMARÃES O BENFICA 1 (RESUMO) […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: