Basquetebol: F.C Porto 53-56 S.L Benfica(resumo).

“BENFICA É CAMPEÃO NO DRAGÃO”

Benfica terá recebido troféu no balneário (foto D.R.)

O Benfica sagrou-se campeão nacional de basquetebol, ao vencer o FC Porto por 56-53, no quinto jogo da final disputado esta quarta-feira no Dragão Caixa.

Primeiro período muito equilibrado, a terminar com ligeira vantagem (19-17) para os encarnados, que aproveitaram o desacerto dos portistas no segundo parcial para chegar ao intervalo com confortável superioridade de onze pontos (32-21).

O FC Porto iniciou a recuperação no final do terceiro período (39-45) e conseguiu encurtar a desvantagem para um ponto, a quatro minutos do fim, após triplo de Carlos Andrade. Na resposta, Doliboa também marcou da linha de três pontos e resfriou a reação dos azuis e brancos. O Benfica foi gerindo a vantagem até ao apito final.

Gregory Stempin (FC Porto) foi o melhor marcador do encontro, com 16 pontos, enquanto pelo Benfica destacara-se Theo Scott (14pts) e Diogo Carreira (12).

Com esta vitória, o Benfica recupera o troféu perdido no ano passado para o FC Porto e conquista o 23.º título de campeão nacional, sendo a equipa portuguesa com mais campeonatos. Os portistas somam 11.

Basquetebol: Benfica esmaga Ovarense e faz a festa de Campeão.

CAMPEÕES,  NÓS SOMOS CAMPEÕES

benfica ba

O Benfica reconquistou hoje o título de campeão nacional de basquetebol, fechando a final dos play-off com 4-0 sobre a Ovarense, campeão cessante, novamente batida em Ovar, agora por 71-63.Os encarnados festejam o campeonato após um “jejum” de 14 anos, assegurando o 21 título do seu historial.Este título tem também um significado especial já que é obtido no reduto do adversário, a Arena Dolce Vitta, em Ovar, e perante o tricampeão dos últimos anos.Depois de ganhar os dois jogos na Luz, o Benfica ficou sexta-feira muito próximo da reconquista do título, ao vencer em Ovar por 75-59, pelo que este título já era esperado para hoje à tarde.Apesar de ser o clube com mais títulos, com mais de o dobro do FC Porto, mais directo perseguidor (10), o Benfica nunca tinha conquistado o campeonato desde a criação da Liga profissional, em 1995/96.

gif-comentarios-no-site

BENFICA: DIA HISTÓRICO NO BASQUETEBOL BENFIQUISTA.

196161“Dia histórico para o basquetebol benfiquista e para o basquetebol português. Com mais uma exibição de grande nível, o conjunto de Henrique Vieira alcançou esta sexta-feira, no Pavilhão Império Bonança, a 28.ª vitória consecutiva na Liga e bateu o recorde de triunfos seguidos que anteriormente pertencia ao Queluz desde a temporada 2004/05.

O terceiro período foi aquele que produziu mais momentos espectaculares, com pontos para todos os gostos que fizeram as delícias dos adeptos – Sérgio Ramos e Miguel Minhava brilharam com lançamentos triplos e Doliboa, nas alturas, fez primeiro um afundanço e a seguir um “halley hoop”, após assistência de Ben Reed.

Homenagem a António Alves

No quarto período, tal como tinha acontecido no terceiro, o Benfica voltou a pôr em prática a uma grande dinâmica ofensiva e explorou com eficácia os vários deslizes de concentração do adversário (uma falta técnica e uma falta na linha de três pontos) para dilatar ainda mais o marcador.

Mesmo a acabar a partida Ekjersey Viana protagonizou um afundanço bem ao estilo da NBA, o qual correspondeu a uma imagem perfeita do jogo espectacular e eficaz que a equipa de Henrique Vieira tem colocado em prática desde que se iniciou a temporada.

De salientar que, antes do início do jogo, foi guardado um minuto de silêncio em memória do falecido António Alves, antigo seccionista da formação do Benfica em basquetebol.

Uma referência também para o facto de o director desportivo do futebol, Rui Costa, ter assistido ao jogo ao pé do director geral das modalidades, Carlos Lisboa. Duas grandes referências do desporto benfiquista e português que bateram palmas a este enorme feito do basquetebol benfiquista.

E curiosamente foi frente ao Queluz, da Proliga, que os encarnados obtiveram este feito inédito na modalidade a nível nacional ao triunfarem por 88-55. E como tem sucedido em muitas ocasiões esta temporada, o líder invencível e destacadíssimo da competição chegou ao intervalo com o triunfo praticamente garantido (48-23), depois de ter evidenciado uma considerável superioridade no jogo interior.

FONTE: A VOZ DA AGUIA

gif-comentarios-no-site Continuar a ler

%d bloggers like this: